Quem sou eu

Minha foto
Sou escritora e atriz. Adoro ler, escrever, assistir a filmes e ir ao teatro. Escrevi dois livros "A ilha e a menina" e "Livremente Mara", que virou peça de teatro e estreia no final deste ano.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Rompi as minhas grades da racionalidade

Olá amigos,
Há dois dias que não escrevo. Quer dizer, não retomo no meu livro porque escrever eu escrevo sempre. Faz parte do meu viver. Tem tanta coisa acontecendo na minha vida e hoje, domingo, me deparo com um tempo à toa. Sabe quando tudo que você teve que fazer no dia já está feito e ainda o dia não acabou? Eu deveria escrever o meu livro nesse tempo. Mas não quero. Não sei por que. Fico pensando no que está se passando dentro de mim. De repente rompi com as minhas grades da racionalidade e deixei meu sentimentos fluirem. Ao invés de ver um mundo certo, acabei por ter uma outra percepção. Eu sei que não adianta me tornar máquina, fazer tudo certinho porque isso não é humano. A beleza de viver é ser essa mescla do racional e sentimental. Esse é o meu desafio. Eu sei - minha avó me disse - que a gente pode tropicar quando gosta de alguém. Mas a gente pode se arriscar e, como mágica, acertar! Acho bom estar crendo novamente nisso, acho que seguir o curso do rio ao invés de me agarrar nas beiras dele tem sido muito menos doloroso. Na verdade, tem sido uma aventura.
Boa noite a todos!
Abraço,
Raquel

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Raquel! Tudo bem?
    Já tenho ouvido falar de você, então fiz uma leve pesquisa e encontrei esse maravilhoso blog. Primeiramente venho te parabenizar pelo trabalho que vem fazendo. E como são belos seus trabalhos...
    Quero ler seu livro: LIVREMENTE MARA. Fiquei sabendo do sucesso e como não sou boba tambem quero ler..
    HEHE'
    Adorei passar por aqui, Voltarei sempre para ver as novas postagens.

    Beijo, fique com Deus.


    Ana Paula. Alfenas/MG

    annapawla1997@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Raquel, espero que tudo esteja bem contigo!
    Visitando o blog da Carla Ceres encontrei o teu, li alguns dos teus escritos e gostei inclusive deste, A quase interrupção da correnteza, belo poema!
    Espero que não vá se zangar, pois o fato é que gostei e, pretendo outras vezes voltar!
    E se intrometido estou sendo, esteja certa que não é por mal, pois ser ávido por leitura creio eu, não chega a ser um mal!
    Desejo a você e todos ao redor tudo de bom sempre, obrigado e até mais!

    ResponderExcluir