Quem sou eu

Minha foto
Sou escritora e atriz. Adoro ler, escrever, assistir a filmes e ir ao teatro. Escrevi dois livros "A ilha e a menina" e "Livremente Mara", que virou peça de teatro e estreia no final deste ano.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Síntese das Antíteses - TAO TE KING - Lao-Tse

O dia está nublado, já choveu um pouco, mal consegui dormir por conta do vento soprando contra as janelas. O que há de belo nisso? No que é cinza e frio?

Isso me faz lembrar de um poema de Lao-Tse do livro “TAO TE KING”, que transcrevo abaixo:

Síntese das Antíteses
Só temos consciência do belo,
Quando conhecemos o feio.
Só temos consciência do bom,
Quando conhecemos o mau.
Porquanto, o Ser e o Existir,
Se engendram mutuamente.
O fácil e o difícil se completam.
O grande e o pequeno são complementares.
O alto e o baixo formam um todo.
O som e o silêncio formam a harmonia.
O passado e o futuro geram o tempo.
Eis porque o sábio age
Pelo não-agir.
E ensina sem falar.
Aceita tudo que lhe acontece.
Produz tudo e não fica com nada.
O sábio tudo realiza – e nada considera seu.
Tudo faz – e não se apega à sua obra.
Não se prende aos frutos da sua atividade.
Termina a sua obra,
E está sempre no princípio.
E por isto sua obra prospera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário