Quem sou eu

Minha foto
Sou escritora e atriz. Adoro ler, escrever, assistir a filmes e ir ao teatro. Escrevi dois livros "A ilha e a menina" e "Livremente Mara", que virou peça de teatro e estreia no final deste ano.

domingo, 23 de maio de 2010

Escrever é só escrever em si?

Olá,
Hoje é domingo. Ontem, fiquei até tarde assistindo a um filme brasileiro "O cheiro do ralo". É um filme no qual não se sai imune, tamanha é a loucura do protagonista. Depois fiquei conversando sozinha com o gravador que comprei ontem. Muitas vezes se passa ideias ótimas na minha cabeça mas estou em condições adversas para anotá-las num pedaço de papel. Assim, decidi que seria um investimento interessante comprar um gravador. Fiquei conversando sobre as minhas primeiras impressões de se abrir um blog e que, se não fosse esse acontecimento, ontem não tinha me sentado em frente ao meu computador com o propósito de escrever. O blog me ajuda a me comprometer a concluir esse novo romance em 600 dias (15 meses), na verdade, como se passou um dia, 599.
Eu realmente não sei se alguém vai se interessar em ler esse diário, tão específico. Eu mesma - admito - não sou seguidora de nenhum blog. Mas vou escrevendo, nem que seja para o vento.
E ontem, sentei-me cansada em frente ao computador. Reli o primeiro caítulo e percebi que ele, tirando o primeiro parágrafo, não está bom. Existe uma distância entre o acontecimento e o narrador que não gostei. Quero colocar o narrador mais em contato com aquela realidade. Mas, como se trata de um romance de época, percebi que escrevi daquela forma por não amadurecer a cena direito na minha cabeça. Fui escrevendo do jeito que as ideias vinham. Mas não é assim quando se tem que pensar que as coisas não eram como hoje e sim como a cem anos atrás. Na verdade, estou percebendo que é muito difícil escrever um romance dessa categoria. Isso porque toda hora surgem dúvidas e é preciso pesquisar. Um romance como Livremente Mara, por exemplo, eu não tive que me preocupar com isso, porque estava bem familiarizada com o tempo do romance.
Como resolver esse problema? - pensei.
Resolvi que aquela não seria uma boa hora para reescrever o capítulo e sim fazer tipo um roteiro. Já fazendo o roteiro surgiram algumas dúvidas que minha tia avó vai responder para mim. Elaborei as perguntas que farei a ela para confirmar algumas suspeitas e deixar o romance com um clima o mais real possível.
E então me chegou a questão que gostaria de discutir hoje: escrever é só escrever em si?
Reparando o que me aconteceu ontem, eu acho que se escreve a todo momento em que se pensa sobre aquilo. Não somente se considera escrever apenas o ato de escrever propriamente dito. Acho que elaborar um roteiro de capítulo como fiz ontem, meus minutos de olhos fechados imaginando a cena também fazem parte da escrita. Aliás, é a parte principal, quando se elabora, se amadurece na mente o que se vai colocar no "papel". Essas, na verdade, são as bases primeiras: ter uma ideia, amadurecê-la e só depois escrevê-la. Se qualquer desses processos não forem bem feitos, isso pode acarretar num texto ruim. Por exemplo: no meu capítulo eu desenvolvi a ideia e escrevi. Mas não parei para amadurecê-la. De qualquer forma, esse período de amadurecimento não deixa de ser um jeito de escrever também e é necessário esperar. Como diz no livro Angelo de Frei Betto, é necessário engravidar de ideias e só depois pari-las.
Nesse tempo imediatista em que vivemos, engravidar de ideias é uma coisa muito complicada porque vai contra ao pensamento de que tudo tem que ser feito rápido. Se analisa a eficiência mais pela quantidade de coisas produzidas do que qualidade. Até mesmo eu estabeleci um prazo para terminar esse romance. E se acaso ele não ficar maduro até agosto do ano que vem? Vou terminá-lo na correria só para falar que posso dar conta? Acho que não. Vamos ver o que acontece. Quem sabe do futuro?
De qualquer forma, vou tentar.
Um Abraço,
Raquel

Um comentário:

  1. Ra, ótimo ler suas reflexões sobre o processo de construção do texto. Quando vc esta gravando suas ideias tb esta "escrevendo"? E qdo esta pesquisando?
    Que interessante!

    ResponderExcluir