Quem sou eu

Minha foto
Sou escritora e atriz. Adoro ler, escrever, assistir a filmes e ir ao teatro. Escrevi dois livros "A ilha e a menina" e "Livremente Mara", que virou peça de teatro e estreia no final deste ano.

terça-feira, 22 de junho de 2010

O chá de romã


Olá amigos,
Boa noite,
Hoje quase não trabalhei por conta de um resfriado forte. Acordei, achei que o desconforto iria passar, mas ele só piorou dentro da sala de aula. Fui ao pronto socorro, onde fiquei horas para fazer tudo que precisava. Inalação, raio-x e essas coisas bem chatas. No fim, o médico acha que tenho uma faringite ou resfriado. Na verdade, me conheço: estou com resfriado e uma faringite como conseqüência. Ele me receitou uns remédios de praxe. No entanto, saí do pronto socorro convicta que o melhor a fazer numa situação daquelas era recorrer à sabedoria popular a ficar me intoxicando com essas drogas todas. De drogas, já basta o meu cigarro. Fui à casa de minha tia, apanhei umas romãs bem gordas e voltei para minha casa. Aqui, comi os frutos de uma e reservei a casca para fazer o chá. Minha mãe sempre me disse que o gargarejo do chá da casca do romã é um santo remédio para amidalite. Fiz o chá. Depois dele morno, enchi um copo e achei melhor tomar um pouco. Passou pela minha cabeça que, se o negócio era faringite, o único meio do chá entrar em contato com a inflamação era tomando o chá. Depois que tomei o amargo chá é que gargarejei. Não dá para negar que o efeito é rápido, já que o chá tem algo de analgésico também. Todavia, resolvi pesquisar na internet para checar dos benefícios do chá da casca do romã. Qual não foi o meu desespero em saber que não se poderia beber o chá. Mais desesperada fiquei quando fiquei sabendo que a casca do romã tem propriedades tóxicas. Pensei: estou envenenada. O que fazer? Pensei que o melhor era provocar um vômito. Mas a minha garganta estava sensível. Poderia piorar as coisas. Resolvi deixar o chá na barriga e ver o que acontecia. Até agora estou viva. Se amanhã não aparecer mais, já sabem. Estou tranqüila quanto a isso. Sou uma menina boa, cumpridora das leis e daqui só posso parar mesmo no céu. Ou mais otimista, pesquisei mais fundo e vi que a casca tem propriedades vermífugas. Como diz o ditado, o que não mata engorda. Esperemos.
Nesse entremeio, havia uma palestra a noite para ir, coisa bacana mesmo, com uma ilustradora de livros chamada Regina Renoó. Ela compõe livros de imagem e achei o assunto interessantíssimo. Eu saí daqui de casa sem maquiagem, tamanha a prostração, mas eu fui. E valeu a pena. A palestra me acrescentou em muito nos meus conhecimentos pedagógicos e artísticos. No final, encontrei uma velha amiga de adolescência, que agora é professora também. Levei-a até a sua casa e ainda voltei com vários livros que ela me emprestou debaixo do braço. Assim, olho para a pilha de livros que tenho para ler e imagino que não há como me sentir entediada. Mesmo que os livros sejam em sua maioria teóricos.
Percebi nesses últimos dias que nada do que se aprende é perdido e ora ou outra se utiliza aquilo que se aprendeu. Outra coisa é que se temos um sonho, e fazemos tudo para alcançá-lo e mesmo assim não conseguimos realizá-lo, a luta não é perdida. Talvez o tempo que você determinou para realizar o projeto não era o tempo certo. Por outro lado, de uma hora para outra, as portas se abrem para você realizá-lo. Em outro período, com outra maturidade. Se temos sonhos, lutarmos para que eles se realizem e esperarmos, podemos alcançar quase tudo. Ou até mesmo tudo. Quem sabe?
Bom sonho a todos,
Quel
18/06/2010

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Caro Fernando,
    Pelo meu post você pode ver que tomei o chá e depois descobri que era tóxico, um episódio engraçado que relato no meu blog de rotina de escritora. No meu próprio depoimento aqui, se você lesse inteiro, iria perceber que é tóxico. O chá da casca é para fazer gargarejo e é um ótimo anti-inflamatório, por sinal. Mas é um chá que não se pode tomar, só isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel,
      Você teria alguma fonte que cite tal toxicidade da casca da romã?
      Por toda a internet encontro receita de chá da casca de romã.
      De onde vem essa informação?
      Obrigado.

      Excluir
    2. Olá,na época, achei em alguns sites da internet. Consultando melhor, achei algumas fontes que podem ser confiáveis sobre essa tal toxidade. Me parece que tudo depende da dose. Em pequenas quantidades, o chá da casca de romã pode até ser benéfico, como para diarreias.
      É bom deixar claro que este post é uma crônica e não tem compromisso com bases científicas, ok? É apenas um comentário de alguém que tomou o chá e se deparou com sites que relatavam sobre a toxidade da casca da fruta.
      Abraços!

      Excluir
  3. BOM EU TOMO CHA DA ROMA E PRA MIM E BOM DEMAIS EU TINHA FARINGITE ,RENITE LARINGITE ,AMIGDALITE ENFIM A FALIA DO ITE,E DEPOIS DESDTE CHA SUMIU TUDO TOMAVA DE MANHA E A NOITE DURANTE UMA SEMANA SO AS AGORA MESMO ESTOU 1 ANO E 2 MESES SEM PEGAR GRIPE ,MEU MARIDO FICA GRIPADO PASSA PRA MINHA FILHA MAS EU NAO ,QUANDO ELES PEGAM GRIPE JA PEDE O CHA ,MEU MARIDO NAO TOMAVA NENHUM CHA MAS ESTE SIM...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Como faço o chá para beber?
      Se puder me responder no email liviaumb@yahoo.com.br agradeço.
      Lívia

      Excluir
  4. O chá de romã em si não é tóxico, o que é tóxico (para tomar) é o chá da casca de romã.

    ResponderExcluir
  5. eu sempre tomei e ainda tomo e ninguém na minha família morreu por ter tomado chá de casca de romã , vc ainda é jovem pode tomar e faz bem .

    ResponderExcluir
  6. Nossa pesquisando nçao achei nada que o chá é tóxico, agora fico na dúvida se tomo ou não?

    ResponderExcluir
  7. Nossa pesquisando nçao achei nada que o chá é tóxico, agora fico na dúvida se tomo ou não?

    ResponderExcluir